FOTO: NETFLIX

Por: Bruno Carvalho

Produtores consideram matar Frank Underwood em House of Cards

Kevin Spacey colocou a Netflix, a MRC e House of Cards numa péssima situação com as alegações de assédio iniciadas por Anthony Rapp (Star Trek: DIscovery). Por um lado, a série mais antiga do serviço de streaming precisa concluir sua trama iniciada em 2012 com a já anunciada 6ª e última temporada anunciada. Contando com mais de 300 funcionários e com as filmagens do sexto ano já iniciadas, encerrar a série agora poderia gerar prejuízos milionários. Por outro, ainda que a série tenha o problemático ator como protagonista, não podem mais continuar associados a ele.

A saída cogitada pelos produtores, segundo reportou a Variety, é matar Frank Underwood e continuar a série com foco na personagem Claire, interpretada por Robin Wright, e em figuras secundárias como Doug Stamper, interpretado por Michael Kelly. A decisão final ainda não foi tomada.

As discussões sobre o destino da série incluem ainda ampliar o universo da produção através de spin-offs. Ontem a CNN publicou um devastador relato de múltiplos empregados da série sobre o comportamento “tóxico e predatório” de Kevin Spacey desde a 1ª temporada.

A MRC, que diretamente produz a série, sabia de pelo menos um caso de assédio envolvendo Kevin Spacey, conforme comunicado oficial.

Uma resposta para “Produtores consideram matar Frank Underwood em House of Cards”

  1. adrianotenorio disse:

    Parece que muita gente sabia. Muita gente sempre soube. Mas como muita gente ganhava dinheiro, fingia que não via.
    Agora é essa debandada de empresas e pessoas tentando se descolar da imagem do Spacey desesperadamente.

Deixe um comentário

ss