Opinião | O cancelamento de Sense8 sem final não faz o menor sentido
Opinião | O cancelamento de Sense8 sem final não faz o menor sentido

Opinião | O cancelamento de Sense8 sem final não faz o menor sentido

Edit 29/06: Eu disse que não fazia sentido. Sense8 foi “descancelada” e Netflix produzirá um episódio especial para dar fim à série.

Bjo Cardoso!


Sense8 era uma série cara. Muito cara. Ela era rodada em diversos países e em diversas cidades por uma showrunner que quer ter o controle absoluto de tudo. Isso encarece ainda mais o custo da produção. Mas a Netflix tem dinheiro. Só pra esse ano tem 7 bilhões de dólares financiados para a produção de “Originals” e eles sabiam dessa condição peculiar desde o momento em que encomendou uma série desse porte e com todas essas particularidades.

O cancelamento de Sense8 sem final, com muita ponta solta, não faz o menor sentido do ponto de vista da coerência pela forma como a Netflix vinha tratando essa produção desde o início.

Alguma coisa aconteceu e talvez a gente nunca fique sabendo exatamente o quê. Eu nem vou pedir uma declaração da Netflix, pois ela já foi dada tanto pela VP de programação quanto nas redes sociais.

“A Netflix se orgulha da série”;  “Cada um é um #sensate agora”; “Jamais esquecerei”…

“Obrigada?” Esse cancelamento até denotaria falta de planejamento, seja da parte de produção, seja da empresa. Mas a Netflix não é uma entidade desorganizada. Pelo contrário, todos ali são extremamente competentes, da assessoria ao CEO. A Netflix não precisa de audiência diretamente. Ela pode muito bem bancar séries como Hemlock GroveHater’s Back OffFlaked e outras que claramente não são unanimidade. Pode gastar horrores com The Crown só pra ter um assento cativo nas premiações, como terá.

Dinheiro tem. Nem que seja pra fazer um especial de meia-hora à lá Animatrix pra dar fim à história, mas tem.

Eu estive em 2016 com o co-dono da pohan toda Ted Sarandos no balroom do Beverly Hilton e ele disse na minha cara: “A Netflix não está no negócio de cancelar séries sem final”. 

O que mudou de lá pra cá, então? A Netflix vive de assinaturas e, pelos resultados do último trimestre, ela comemorou sua marca de 100 milhões de assinantes, é possível ver que ninguém cancelou o serviço por causa de Sense8. Além disso, a série não era um “fiasco” de audiência. Tudo, absolutamente tudo compartilhado sobre Sense8 gerava uma repercussão absurda. Não comparemos a popularidade de Sense8 como Marco Polo, pois a série estrelada por Lorenzo Riquelmy vai perder. Ah, Sense8mercado internacional mais importante para a empresa hoje era muito popular no Brasil, mais que em outros lugares? Que legal, especialmente porque o Brasil é o .

Assim, se a série duraria apenas duas temporadas, já que é realmente cara e dispendiosa, por que Lana e os produtores não planejaram o final agora? Por que o produtor já estava falando na 3ª [e última] temporada? Por que os contratos dos atores já estavam sendo renegociados? Por que deixar um mega cliffhanger sobre várias histórias, em especial a de Wolfgang? Sabemos que séries voltam mesmo depois de 100% acabadas. Prison Break não tá aí perigando ir pra SEXTA temporada? Não precisamos mais de cliffhanger pra voltar com a série no futuro.

Alguma coisa aconteceu. O cancelamento de Sense8 da forma como foi, repito, não faz o menor sentido. Por que, então, cancelar (ou anunciar o cancelamento) agora, uma semana e meia após sua estreia, em vez de deixar pra fazer isso mais à frente?

Há um bom tempo canais premium vêm dando fim às suas séries, mesmo aquelas mais caras ou com baixa audiência. Vide o que a HBO fez com Looking ou Hello Ladies, por exemplo, ou o que o Showtime fez com Penny Dreadful. Dá-se um final, mesmo que com uma amarração meio tosca ou um telefilme.

Afinal, não estamos falando de TV aberta que depende do humor de anunciantes. Nós estamos DIRETAMENTE financiando essas produções. Quem investiu 23 horas de sua vida em Sense8 merece o fim da história, gostando ou não. A própria Netflix, que produziu a série por anos, viajou com o elenco pro mundo inteiro, investiu em publicidade etc. deveria ter um encerramento. Muita gente investiu tempo e dinheiro em Sense8. O que aconteceu aí, hein?


Edit: Os fãs da série e os assinantes merecem uma resposta mais contundente do que um mero gif de despedida. Sim, gente, eu sei que são negócios. Mas se Sense8 era esse barco furado todo, a Netflix não ia colocar nela o dinheiro e atenção que colocou, fazendo especial de Natal, premiéres caríssimas, viajando com o elenco pra Comic-Cons ao redor do mundo. Ela não fez isso com Marco Polo ou The Get Down.

O mundo da TV é assim, mas em 11 anos cobrindo TV nunca vi uma empresa promover tanto uma série que em tese estaria morta uma semana depois da estreia de sua 2ª temporada.

Alguma coisa além do “essa série é cara e não dava retorno” aconteceu. Até porque jamais saberemos os números de audiência da Netflix pra podermos ter a “certeza” de que ela não dava retorno. Até alguém da Netflix dizer isso com todas as palavras e mostrar dados, fico com o pé atrás.

Minha teoria? Algum problema criativo envolvendo Lana Wachowski, os produtores e que foi piorado com o fato da produção ser cara e problemática como foi.


Leia a nossa crítica da 1ª temporada, do especial de natal e da 2ª temporada, abaixo nossas entrevistas com o elenco:

 

95 comentários

  1. Junior

    Sinceramente isso só prejudica a credibilidade com a empresa. Só digo isso por causa de uma série desse nível. Lamentável @NetflixBrasil

  2. adrianotenorio

    Eu nem gosto da série, só assisti o piloto. Mas dar um final à estória é um compromisso de qualquer produção com o seu público. Isso não foi legal.

  3. Magnosama

    A série é muito ruim. Já vai tarde.
    Não é porque agrada meia duzia de hipsters que deveria continuar ad eternum…
    Parabéns Netflix.

  4. Pri Harumi

    Cara, isso está me cheirando a jogada de marketing da Netflix do tipo: porque vocês ficaram muito abalados e porque gostamos muito de vocês, toma a terceira e última temporada… não é do business deles deixarem esse furo assim… estranho mesmo.

  5. XenaBR

    mas tu há de concordar que pelo menos um final tem que ter né? nem que seja um ep de 30 min só pra fechar as pontas. acho put* falta de consideração com quem assistia a série.

  6. Magnosama

    Xena,
    concordo, acho que deveria, os fãs que acompanharam merecem isso. Por outro lado não transformo a Netflix num monstro insensível por isso.
    Mas seria melhor um final, sem dúvida.

  7. Bruno Xavier

    Concordo com você, e realmente espero que a Netflix reavalie essa decisão. Sense8 é o tipo de série que “vende” a ideia do que faz a netflix ser o que é, e de repente deixa-lá sem final, não me parece o ideal pra imagem da empresa, ainda mais, que a série já se mostrou ter uma grande fã base, e com toda certeza bem mais populares que as que foram canceladas como; Hemlock Grove, Bloodline ou The Get Down.

  8. Bruno Xavier

    Tem muita coisa de bastidores com relação a série, acredito que a principal é manter os atores sob contrato, não sei ao certo como funciona, mas já foi levantado a impossibilidade de alguns atores participarem de uma nova temporada, o desentendimento que rolou entre o Aml (Capheus da 1º temporada) e a Lana que não ficou bem esclarecido e que ocasionou algumas refilmagens, o afastamento da Lily devido a questões pessoais. Talvez a situação ficou insustentável pra uma nova temporada e a netflix quis recuar com medo de perder o investimento.

  9. Isadora Bastos

    Foi muita falta de respeito com o assinante. Teria que haver pelo menos um final, o que não estava difícil, por como terminou a 2a temporada!

  10. klaus

    falta de consideração com a clientela…por outro lado…não estou curtindo essa segunda temporada, muito dispersa, perdeu aquele encanto da galera se descobrindo e se conhecendo lá na 1ª temp…nem vou continuar vendo. fui!

  11. Ketsura

    Então pq chorar que os fãs estão chorando?

    Muitos estão chorando pq não vai ter final, já que se tivesse, também ia ter choro, porém seria em menor intensidade.

  12. XenaBR

    eu acho a série bem mais ou menos, muito hypada pro meu gosto, igual eu via de vez em qnd. Por isso meu sentimento de que pelo menos poderia ter um final decentezinho no minimo hehehehe

  13. Marcos

    Eles andaram atualizando o contrato de alguns, não? Pq estava vencendo?

    Houve algo diferente no personagem Capheus na segunda temporada? Nem assisti a primeira mas ouvi rumores que dizia que Aml saiu pq não concordava com direção do personagem

  14. Blue

    Afinal, o Toby foi simplesmente um deleite! E todos os atores postaram em redes sociais lamentando o cancelamento, tem caroço nesse angu, sim!

  15. Pra mim é bem claro que a serie foi CANCELADA e não FINALIZADA. Existe diferenças na palavra. Onde CANCELADA entende-se que alguma coisa ruim acontece, houve algum problema grande o suficiente a ponto de terem de CANCELAR. Então é claro que ficou sem final, aquilo ali não foi o final e ta longe de ser, todas as pontas ficaram soltas.

  16. Adolfo Brás Sunderhus Filho

    Série acabar sem final só demonstra falta de respeito com o telespectador. Seja a série boa, mediana ou ruim, tem que ter um final e um final que respeite aqueles que acompanharam a série por meses…

  17. Bruno Xavier

    Até pouco antes da estreia da segunda temporada, o ator Naveen Andrews (Jonas) já estava cogitado pra outra série “Instinct” inclusive se o projeto fosse pra frente haveria problemas pra ele voltar em uma nova temporada de Sense8, e ele faz parte ativamente da trama, mesmo com participações pontuadas.

    Em relação ao personagem do Capheus, como os amigos falaram abaixo, houveram divergências criativas com relação ao plot do personagem, essa é a história que se sabe.

    Sobre esse boato com relação as cenas de sexo, pode ser bem pontual, pois revi a primeira temporada esperando a 2º e não lembro de ter visto ele nas cenas.

    Acredito que apenas o Miguel Ángel Silvestre estava com um vinculo além de sense8, já que ele vai estar na nova temporada de Narcos.

    Há essa mudança dos atores, mas a forma que o “novo” Capheus é introduzida é simplesmente incrível. Totalmente acertada, a mudança é contextualizada também na perspectiva do roteiro.

  18. Bruno Xavier

    Também achei que ele se saiu muito bem, principalmente por ter conseguido transpor toda a personalidade que o personagem traz ele seguiu até alguns trejeitos que o Aml estabeleceu pra o personagem.

  19. @Australia

    Bom…todo ator sempre tem que enfrentar algum desafio…mas em minha opinião isso não deve ter sido nem a metade do que aconteceu..porque ele já fez uma cena desse tipo…porque que depois ele foi recusar? Essa cena Assexuada e ele não foi obrigado a nada …??

  20. Alan

    Cada episodio da serie custava entre 7 e 10 milhoes de dolares. Isso e um absurdo. Mesmo com muito dinheiro, jogar dinhero fora nao e uma boa ideia. A 2ª temporada saiu no mes passado, e com exceção dos fãs ferrenhos, ninguem deu muita bola. Nao e surpresa nenhuma o cancelamento. Nao e rentavel, nao faz bem a saude economica da empresa, entao, tchau. As pessoas tao avaliando como se a empresa tivesse a obrigação de renovar. Sim, pode influenciar positivamente oferecerem um final digno, ao inves de um simples cancelamento. Mas obrigação, a Netflix não tem.

  21. vinland

    Assito series a muitos anos, e essa nao vai ser nem a ultima e nem a primeira a ser cancelada sem final. Alguma coisa aconteceu sim, e provavelmente se por causa de lucros. As pessoas que estao acostumadas a endeuzar a Netflix, e esquecem que ela nao passa de uma empresa atras de dinheiro. Ela nao esta pra ser amiguinha de ninguem.

    PS: Nao refiro meu comentario exatamente a sua pessoa. Estou dizendo no geral.

  22. vinland

    A culpa foi de vcs mesmo, que colocaram a Netflix num pedestal, e esqueceram que ela nao passa de uma empresa como qualquer outra que visa lucros. Ela nao esta la pra ser amiguinha de vcs. Nunca vi tanta conversa mole por causa de uma serie cancelada. Nao foi a primeira, e nem a ultima vez, que uma serie sera cancelada sem final.

  23. Gaius Baltar

    O problema da série é que custava muito caro para a relevância que tinha, e eles não descobriram isso baseando-se em palpites, mas sim nos dados que a empresa tem sobre o que os assinantes vêem. Além disso a Netflix monitora a internet em busca do retorno que a série tinha e só contrário de outras séries Sense8 não tinha nem audiência nem retorno midiático compatível com seu custo. Séries bem menos caras como Orange is The New Black ou 13 Reasons Why tiveram bem mais audiência e por isso continuam. A Netflix é uma empresa, que precisa agradar seus clientes e concentrar seus esforços onde estes querem, e pela audiência da série não era muita gente que queria. Talvez pelo fato da série fazer muito sucesso no Brasil seu cancelamento seja mais sentido no nosso país, mas é a vida…

  24. Gaius Baltar

    Estão chorando porque são mal acostumados. No mundo real, onde há contas pra pagar há muitas coisas que terminam sem nós querermos e muitas outras que continuam contra a nossa vontade. Perdi a conta das séries que gostava que não tiveram final. É a vida segue.

  25. Gaius Baltar

    Claro, depois de torrar 200 milhões numa série que tinha uma audiência ínfima, a Netflix iria fazer uma pegadinha para ser engraçada…

  26. Gaius Baltar

    Se a série tivesse uma grande base de fãs teria audiência. Sem audiência e custando caríssimo era óbvio que a série iria rodar.

  27. Bruno Xavier

    Público a série mostra que tem, a intensividade que se consome a série é subjetivo a maneira de seu público, não quer dizer que a alguém que terminou 13 Reasons Why em um dia e Sense8 em uma semana esteja menos interessado.

  28. Tiago Celestino

    Prejudica como?? A série tinha custos, a Netflix tem dinheiro, mas ñ vai investir em uma série que ñ tem retorno, simples.

  29. Tiago Celestino

    Vou contar uma história sobre outro serviço, mas que tem uma mesma diretiva.

    Você não deve ter conhecido um serviço da Google chamado “Google Reader”, vulgo “GReader”. Era um leitor de feeds que muita gente usava. Quando a Google decidiu encerrar, muita gente foi gritar em redes sociais, fizeram textos como o escrito aqui, alegando que a Google desrespeitou os usuários, que tinha grana para manter a infra estrutura do projeto. O problema é que era a minoria que usava. Não era um serviço como o Gmail ou o Google Drive.

    Mas sabe o que foi mais legal nisso tudo? Sugiram outros serviços que ocuparam o espaço que o GReader deixou. Então, se a Netflix tem dinheiro mas não quer investir na série (sem essa se achar que é preconceito, porque o mundo já está chato com essas argumentações), cabe os fãs aceitarem e sem choramingar, ou, se juntam e vão fazer versão fanfic e pronto!

  30. Gaius Baltar

    Não, a série não mostra que tem público, esse é o pressuposto errado do qual os fãs partem. “Se eu e meus amigos vemos é porque é popular.” Não é assim que funciona, principalmente na Netflix que tem meios para mensurar precisamente quem ver o quê e quando. A EMPRESA (é bom frisar bem isso) viu a desproporcionalidade entre a audiência da série e seu custo e resolveu que economicamente a mesma não era viável. Simples assim.

  31. Gaius Baltar

    Ao contrário. A empresa só mostra que segue o que a audiência quer, tanto que renovaram Stranger Things, OITNB ou 13 Reasons Why (séries com audiência) e cancelaram Marco Polo, Bloodline e Sense8 (séries sem audiência). Isso mostra que a EMPRESA se porta de maneira credível e sustentável.

  32. Matheus

    “O cancelamento de Sense8 sem final não faz o menor sentido”

    E gastar dinheiro com coisa que ninguém assiste (exceto o Brasil) faz sentido? tenha bom senso!

    “Quem investiu 23 horas de sua vida em Sense8 merece o fim da história, gostando ou não.”

    Até parece que ela deve algo a você kkkkkkkkkkkkkkk Você paga (se é que paga, ou divide com alguém) a Netflix, não Sense8. Seu dinheiro não vai para uma série específica!

  33. Adolfo Brás Sunderhus Filho

    Entendo bem essa realidade… Já fiquei “órfão” por causa de cancelamentos inesperados ou fins sem um desenvolvimento satisfatório. Contudo, o fato de isso já ter ocorrido inúmeras vezes, não torna tal situação aceitável e menos desrespeitosa para com aqueles que acompanham o seriado.

    Lógico que, numa contemporaneidade como a nossa, na qual as pessoas estão com o sentimentalismo “à flora da pele” e exageram nas reações de tudo, os fãs de Sense8, que são poucos, estão arrancando os cabelos de uma maneira absurda e exagerada. Isso diz muito sobre a série e seu público.

    PS.: Só vi o primeiro episódio de Sense8 e larguei de mão…

  34. Bruno Xavier

    Ainda acredito, que se a série permanecer cancelada, será por outras questões do que especificamente a sua desproporcionalidade de público.

  35. Thiago Benzemarques

    Caros amigos, vou falar um negócio para vocês que provavelmente vai doer: o mundo, incluindo empresas que visam lucro, não devem absolutamente nada a vocês.

    Novamente, a Netflix e nem ninguém deve algo a nenhum público. A Netflix disponibiliza um serviço, este serviço é pago, você consome ele e todos são felizes. A Netflix lucra no fim do mês e você relaxa e se entretêm. Quando um lado dessa relação começa a não atender ao seu propósito ou começa a ser prejudicial, atitudes devem ser tomadas. Ora, se assistir séries acaba prejudicando a tua vida, atitudes devem ser tomadas. Um fato em questão prejudicava a Netflix, qual seja: a falta de lucro. Cada episódio da série custava uma fortuna, os consumidores da séries ficavam basicamente no Brasil, ela não se pagou/não gerava lucro e foi cancelada. EUREKA !

    Bem vindos ao mundo, onde empresas visam lucro, tem contas a pagar e não são devem satisfação a ninguém.

  36. Gaius Baltar

    A coisa ruim que aconteceu foi que a série era cara, trabalhosa e não teve audiência. A empresa achou que não valia a pena insistir em algo que não fez sucesso no público. O fato de ter feito sucesso no nosso país distorce a visão dos fãs brasileiros acerca do assunto.

  37. Fabrício Vieira

    Quantas gueis amigas minhas não assinou Netflix para ver a tromba? Minha teoria tbm é essa Bruno, Lana devia querer tudo e fazer um malabarismo de roteiro, direção.. Minha amiga, passa a bola pra alguém, viajar 10 países pra gravar regravar acaba com qualquer um.

  38. Carlos Scatolini

    Eu cheguei aqui para acompanhar a treta do Contraditorium, vi o seu avatar e agora preciso recomendar uma análise da filosofia do Bojack.

    É só pesquisar isso no google, eles não deixam eu colar o link aqui: /watch?v=1YudaX3LFCA

    Espero que ela não entre na lista de cancelamentos. Se entrar, paciência né. Hue.

  39. Gaius Baltar

    São os dados divulgados pela empresa. O que importa é que ela avaliou a série e decidiu não investir em uma série que só faz sucesso no Brasil. É a vida. ¯_(ツ)_/¯

  40. Bruno Xavier

    Parafraseando o Bruno do Ligados em Série; “Ninguém tem na mão os números da Netflix pra afirmar categoricamente que o cancelamento de Sense8 foi só por conta de “dinheiro x retorno”.

  41. Gaius Baltar

    Citando Guilherme de Ockham: “a teoria explicativa que implique o menor número de premissas assumidas e o menor número de entidades é a mais provável.” E o que é mais provável?
    a) Uma série cara, com logística complicada, problemas com o elenco e direção e cujo principal mercado era o Brasil (e não EUA, Reino Unido ou Canadá, mercados mais importantes para a Netflix) ser cancelada por falta de audiência ou;
    b) haver um plano oculto/iluminati/LGBTofóbico para tirar a série do ar?

  42. Como um editor chefe de um site você deve conhecer o Google Trends, se fizer isso vai perceber que Sense 8 tem um alcance muito (MUITO) menor do que a maioria das outras séries que você mencionou. Às vezes a bolha nos engana e temos a sensação que algo tem uma popularidade maior do que ele realmente tem.

    A questão não é se o Netflix tem dinheiro pra fazer, mas se Sense8 se paga (algo básico do empreendedorismo).

    Mas a Netflix sempre soube que seria uma série complicada e cara. Sim, claro que sabia, a Netflix fez uma aposta, e não deu certo (financeiramente e criativamente).

    Dito tudo isso, na maioria das vezes não é só pela parte financeira, em Sense 8 acredito que não ter pelo menos um episódio final é a maior prova disso.

    Por exemplo. Lana fez a segunda temporada sozinha sem sua irmã que esta muito ocupada com a sua transição em virar mulher (ao que tudo indica ela que segurava a criatividade exagerada de Lana) e a ladeira abaixo da segunda temporada nos diz isso.

    A confusão sobre a troca de atores que causou uma série de refilmagens (e em uma série como essa é basicamente muita coisa), o que acaba encarecendo ainda mais.

    Meu palpite? 50% pela parte financeira, 50% pelo ego de seus realizadores.

  43. Tiago Celestino

    Realmente, muito bom o canal, até assinei. Sobre o cancelamento do Bojack, acho um pouco difícil, porque querendo ou não, o custo é muito menor em relação a uma série com personagens reais e com a logística gigantesca.

    Mas se acabar, estará sempre disponível no Netflix. hahahaha

  44. Bruno Xavier

    O que é mais provável, ainda é dedução, deduzir não é afirmar com propriedade.
    Não acredito que exista um plano contra produtos que abordem a temática LGBT, mas claramente esses mesmos, em geral sofrem sim, uma respectiva rejeição.
    É só observar boa parte das mensagens do público que alias as vezes nem assinante é, e ficou feliz pelo cancelamento simplesmente pelo fato da série ter a tal representatividade.

  45. Gaius Baltar

    Eu não vi regojizo pelo fim da série por parte de quem não assiste, antes espanto. Além disso Orange is The New Black terá a 5ª temporada estreando essa semana, prova que uma série com temática LGBT funciona e tem audiência. Se tivesse rejeição não seria renovada tantas vezes. Na única vez em que a Netflix divulgou as audiências de suas séries originais Sense8 sequer aparecia no demonstrativo, indicando que teria menos audiência que as duas últimas colocadas do gráfico, Bloodline e Marco Polo, não por acaso duas séries também canceladas.

  46. XenaBR

    nao sou fã da série e sou traumatizada com tantas séries que eu gostava e foram canceladas sem mais ou menos. justamente por isso nao consigo simplesmente pensar foda-s* segue o baile, pq hj em dia o cliente é o ativo mais valioso de uma empresa e no caso da Netflix, seus espectadores são seu maior ativo, por isso penso eu que não seria “prejuízo” fazer um ep final apenas para fechar as pontas soltas. as pessoas ficariam totalmente satisfeitas? talvez nao, mas com certeza ficariam mais satisfeitas do que simplesmente acabar, com cliffhanger pelo que eu li por aí.

  47. Gaius Baltar

    Foram divulgados pela Variety, mas liberados em um evento da Netflix. Referem-se ao mercado americano apenas, mas segundo a própria empresa O Brasil era o país onde Sense8 mais conquistou audiência e fez sucesso, o que convenhamos não é muito auspicioso, pois os mercados chave para a Netflix são EUA, Reino Unido, Canadá, etc.

  48. Bruno Xavier

    A temática LGBT é bem mais contida em Orange, que explora mais a diversidade cultural e étnica, direitos humanos e emponderamento feminino.

  49. Juliana

    Gente, ficou um link perdido no meio de uma frase que deveria estar no final.

    “Ah, Sense8mercado internacional mais importante para a empresa hoje era muito popular no Brasil, mais que em outros lugares? Que legal, especialmente porque o Brasil é o .”

    ;)

  50. Roberto

    A serie é mais pirateada do que assistida na net flix, diferentemente de GOT que alem de uma das mais pirateadas é uma das com mais audiência!

    eu vi um cara dizendo que só não ia boicotar a empresa por não ser assinante!

  51. Ketsura

    Porque na TV funciona de forma diferente de um stream.

    Stream você analisa o quanto você tem de assinantes, e o quanto você mantém ou ganha com algo. TV você precisa dos anunciantes, já que a audiência sozinha não representa dinheiro como no stream.

Deixe um comentário